quarta-feira, 30 de setembro de 2009

foto luliX pandaglia - 2008

Ficções do Interlúdio/ Alberto Caeiro

Poemas Inconjuntos
(1913-1915)


[261] . 8-11-1915

UM DIA DE CHUVA é tão belo como um dia de sol.
Ambos existem; cada um como é.



PESSOA, Fernando. Obra Poética em um volume. Rio de Janeiro: Aguilar, 1960. P. 179

Da série a intimidade das flores

foto luliX pandaglia - setembro 2009

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Dois poemas do Chacal

como é bom ser um camaleão

quando o sol está muito forte,
como é bom ser um camaleão
e ficar em cima de uma pedra espiando o mundo.
se sinto fome, pego um inseto qualquer
com minha língua comprida.
se o inimigo espreita, me finjo de pedra
verde, cinza ou marrom.
e, quando de tardinha o sol esfria,
dou um rolê por aí.

rápido e rasteiro

vai ter uma festa
que eu vou dançar
até o sapato pedir pra parar.

aí eu paro
tiro o sapato
e danço o resto da vida.

Belvedere, 2007, p. 353

domingo, 27 de setembro de 2009

Conexão

foto luliX pandaglia - setembro 2009

sábado, 26 de setembro de 2009

Exposição OBRANOME II

"Discute a relação entre palavra, imagem e pensamento poético, integrada pelo trabalho de artistas e poetas, tais como, Augusto de Campos, Júlio Plaza, Xico Chaves, Gê Orthof, entre outros."
Curadoria Wagner Barja.

De 26 de setembro até 25 de outubro Cavalariças
Parque Lage

Referência do site do Parque Lage

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Imperdível a exposição do Angelo Venosa "turdus"na Galeria da Casa de Cultura Laura Alvim!!!


Visto de cima

Turdus 170, 2009

Acrílico

20 x 20 x 45 cm
Turdus é um género de aves, onde se classificam 66 espécies , melros, caraxués e sabiás.
A partir do crânio de um sabiá, Angelo Venosa criou cinco peças inéditas, sendo quatro de grandes dimensões. Essa é a pequena.

fotos luliX pandaglia - setembro 2009

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

IpanemAldeia uma intervenção de Neville D'Almeida no OI futuro de Ipanema. 1 luxo!!!

Essa foto é do perfil de 1 dos convidados em uma das projeções.

fotos luliX pandaglia - 2009

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

terça-feira, 22 de setembro de 2009

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Detalhe


fotos luliX pandaglia - setembro 2009

domingo, 20 de setembro de 2009

Viva a liberdade!!!

Existe um enorme preconceito no universo acadêmico e em alguns círculos intelectuais com os livros de "autoajuda". Vide também a enorme resistência desses grupos com os livros do Paulo Coelho. Li o Alquimista quando eu tinha 18 anos e esse livro naquela época me marcou muito. Acho que toda a leitura é válida, pois nos desperta, ampliando nossa visão de mundo. Me recordo de uma frase batida do Fernando Pessoa "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena." Amo ler e leio desde os clássicos da literatura, psicanálise, história em quadrinho, poesia, assuntos sobre mídia digital, história da arte, até esse tipo de "sub-literatura". Não os considero assim, pois alguns que li me ajudaram bastante a conviver melhor com essa sociedade extremamante competitiva e voltar o meu olhar para outras direções. Outros não gostei e tudo bem. Não apreciamos tudo, nem mesmo os clássicos. Cada um sabe das suas necessidades. E viva a liberdade!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

Para absorver...

"Nós somos uma espécie que tomou o caminho errado. Tudo o que é natural, todas as flores e árvores, assim como todos os animais, teriam importantes lições a nos dar se parássemos, olhássemos e escutássemos."

Trecho extraído do livro Um Novo Mundo - O despertar de uma nova consciência de Eckhart Tolle p. 123

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Rosa em paz...

foto luliX pandaglia - setembro 2009

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Série Orquídeas

fotos luliX pandaglia - setembro 2009

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Trecho do livro "Um novo mundo - O despertar de uma nova consciência" de Eckhart Tolle

“Contemplar a beleza de uma flor poderia despertar os seres humanos, ainda que por um breve momento, para a beleza que constitui uma parte essencial do seu próprio ser mais profundo, sua verdadeira natureza. O início do reconhecimento da beleza foi um dos acontecimentos mais significativos na evolução da consciência da nossa espécie. Os sentimentos de alegria e amor estão ligados de modo intrínseco a isso. Sem que percebêssemos inteiramente, as flores tornaram-se uma expressão em termos de forma daquilo que é mais elevado, mais sagrado e, em última análise, informe, dentro de nós. Mais efêmeras, mais etéreas e mais delicadas do que as plantas das quais se originaram, elas são como mensageiras de outra esfera, uma espécie de ponte entre o mundo das formas materiais e o informe. Elas não só exalam um perfume suave e agradável aos seres humanos como emanam a fragrância da esfera espiritual. Se usássemos a palavra “iluminação” num sentido mais amplo do que o convencionalmente aceito, poderíamos considerá-las a iluminação das plantas.” P.10

Orquídeas da casa da minha querida e amada mestre espiritual Ana Célia

fotos luliX pandaglia - setembro 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

domingo, 13 de setembro de 2009

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Lançamento do livro de Betina Kopp no Bistrô do MAC - Editado por Tavinho Paes


Betina é uma artista talentosa - atriz, bailarina, poeta e etc... Quando se apresenta sua presença é arrebatadora, vigorosa e profundamente feminina. Seus poemas e textos também tem essas mesmas cores impactantes.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

PoemiX de Luciana Dau - Pintura de Edvard Munch, O Beijo


Nesse sonho
sonhado hoje
vc apareceu
e fiquei extasiada
com o beijo seu


sou feita de líquidos
.
.
.

09/09/09

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Fechada para balanço

Preciso rever muitas coisas
dentro de mim...
foto luliX pandaglia - dentro de um dos Penetráveis de Hélio Oiticica - agosto 2009

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Mega-Hibisco...


fotos luliX pandaglia - setembro 2009

sábado, 5 de setembro de 2009

A caminho do mar...


Com o belo e pertinente comentário de Betina Kopp, resolvi destacar o trecho do livro Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres de Clarice Lispector.

"Aí estava o mar, a mais ininteligível das existências não-humanas. E ali estava a mulher, de pé, o mais ininteligível dos seres vivos. Como o ser humano fizera um dia uma pergunta sobre si mesmo, tornara-se o mais ininteligível dos seres onde circulava sangue. Ela e o mar.
Só poderia haver um encontro de seus mistérios se um se entregasse ao outro: a entrega de dois mundos incognoscíveis feita com a confiança com que se entregariam duas compreensões...."

foto luliX pandaglia - março 2009

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

VERDADE de Carlos Drummond de Andrade

A porta da verdade estava aberta,
Mas só deixava passar
Meia pessoa de cada vez


Assim não era possível atingir toda a verdade,
Porque a meia pessoa que entrava
Só trazia o perfil de meia verdade.
E sua segunda metade
Voltava igualmente com meio perfil
E os meios perfis não coincidiam


Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta
Chegaram ao lugar luminoso
Onde a verdade esplendia seus fogos
Era dividida em metades
Diferentes uma da outra


Chegou-se a discutir qual a metade mais bela
Nenhuma das duas era totalmente bela
E carecia optar. Cada um optou conforme
Seu capricho, sua ilusão, sua miopia.



Corpo, novos poemas. Ed. Record, 1984 – RJ

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

PoemiX de Luciana Dau

mídia
média
medida
do tempo
ainda prefiro
uma média
com pão e
1 bom coração.

2 de setembro de 2009

terça-feira, 1 de setembro de 2009