quinta-feira, 30 de outubro de 2008

De Dumas para luliX I love U my friend

"Magrugada. Boceja na rua o último cidadão que passou a noite inteira fazendo esforço para ser boêmio."Como bem disse o Rubem Braga , há tanta coisa na madrugada , pedindo um poema que ninguém faz.LuliX faz, registra essa madrugada de olhos sonolentos , anônimos conhecidos , hibiscos , amendoeiras , manacás...A madrugada esconde um amanhecer retido.O bonito na madrugada é essa Aurora ansiosa, mas que prendida, retida, cujo céu tenta atravessar na linha do horizonte, o limite entre a realidade e o sonho.Beijos radiantes. Abraços de sol . Dumas
30 de Outubro de 2008 00:48

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Diretamente do Cel. da luliX Tavinho Paes no Baga Cine

video

Poema de Marcelo Gularte Não vou gastar meu latim


foto luliX pandaglia

Não vou gastar meu latim
Você tá falando grego. Eu não entendi uma vírgula! A salvação é que eu tiro de letra. Não vou querer agradar a gregos e troianos. Pra bom entendedor meia palavra basta, quem tem boca vai a roma. E em Roma faça como os romanos. Roma não se fez em um dia. Pra quem sabe ler, um pingo é letra. Quem não se comunica, se trumbica!

Com exclusividade para o Baga Cine Tavinho Paes no Cel. da luliX

video

Alan Sommer no Baga Cine uma realização luliX pandaglia

video

sábado, 25 de outubro de 2008

Uma inspiradora frase de Oswald de Andrade "A contribuição milionária de todos os erros." que traduz o espírito do Baga Cine

“a palavra física, brasileira em sua época. A língua sem arcaísmos. Sem erudição. Natural e neológica. A contribuição milionária de todos os erros. Como falamos. Como somos.”(ANDRADE, O.,in: Teles, 1983:327)
Oswald de Andrade 1890 - 1954