segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Com vcs Pedro Lago, o príncipe das águas... Um inspirado! Delícia total!!!!

Peles

Frio vento azul da noite
Escura, plenamente
Em meus ossos mais e mais
Expostos, em virtude do
Peito partido
Por beijos inexistentes,
Imaginados muito
Constantemente
No calor do vizon
Descansado, rolando nus
Molhando os pelos
Secos e de olhos fechados.
Pelas carnes retorcidas;
Pelos cheiros de salivas
E muitas palavras
Ao toque dos lábios
No arrepio de tudo.
De repente tremo ansioso
Que me toque logo,
Pois já nos sentimos tanto
Enquanto não despidos.
Ao primeiro estar fora
De mim, o frio bate,
E quero que me segure
Forte e me puxe para dentro
De tua pequena casa,
Tão úmidamente salgada
Pela chuva que propus
E quando enfim, meus olhos
Não verem mais,
Quero que me marque em dor e
Peça tudo que sou capaz.

Pedro Lago.

Um comentário:

pedrolago disse...

Você é um anjo!
bjs