segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Flores Urbanas uma série experimental dedicada ao meu amigo João Luíz







fotos luliX pandaglia

Um comentário:

João Luíz disse...

Lulix, ainda menino, numa enorme chácara onde nasci e fui criado em São Gonçalo (até os 14, pois depois um inventário deu fim ao meu paraíso e mudamos para uma casa num terreno menor), eu era o responsável pelas flores. A vizinhança que sempre me percebeu "esquisito" pirava em ver-me nos longos diálogos com as minhas flores. Cheguei a ler para elas. Quando nos mudamos não havia como levá-las, pois era um mundo de plantas. Hoje, de certa foram, elas estão retornando ao meu domínio através de suas lentes móveis. Obrigado! As FLORES. Sempre as amei. Talvez seja um dos amores mais importantes e sagrados em minha vida, pois vem da meninice desinteressada e pura. O menino te agradece. O João que chorou por não ter podido levar tantas plantas na primeira mudança que fez na vida saúda LULIX com gratidão. Elas, as flores, são minas. AXÉ!!! João Luiz do Corujao da Poesia.