quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

José Carlos, o talentoso cantor e compositor...

José Carlos de Souza

Conheci José Carlos no dia 14 de setembro de 2008. Fui fumar 1 cigarro na rua, perto da Letras e Expressões do Leblon quando vi esse belo rapaz sentado na porta de uma loja comendo lixo. Isso me afetou profundamente e resolvi conversar com ele, saber de sua vida. Me contou que tomava conta dos carros naquela área, morava perto do Vidigal, morou na rua, entre outras histórias... De repente, ele começou a cantar algumas composições dele e fiquei encantada, impressionada, fascinada com o talento de um rapaz de 23 anos, que só estudou até o 1o ano primário. Perguntei se poderia filmá-lo e divulgá-lo no blog. Convidei-o para se apresentar na semana seguinte no Corujão, mas não rolou ...

No dia 15 de setembro de 2008 postei no blog 1 filminho apresentando e pedindo 1 auxílio luxuoso dos visitantes, pois José Carlos de fato é 1 rapaz extremamente talentoso, que merece todo o incentivo do mundo. Falei com várias pessoas sobre esse prodígio e que ele precisava e precisa sair da rua, ter 1 lar, comer, estudar, brilhar e ganhar a vida com a sua arte. Evandro Mesquita manifestou-se e deixou uma mensagem de incentivo no blog.
“Ah muleke bão! Que elegância do Zé Carlos”Muito legal Bjs Evandro”
Na segunda, dia 9 de fevereiro de 2009, José Carlos tomou coragem, conversou e cantou para o João Luís na rua (que tb ficou impressionado) e o convidou para se apresentar no Corujão. Ontem, finalmente, ele cantou e arrebentou, marcou 1 golaço... com o AXÉ do João e do pessoal do Corujão!!!

Esse é 1 dos filmes que fizemos no nosso primeiro encontro.
Não reparem mas tusso algumas vezes, mas não compromete, pelo contrário, isso é Baga Cine. rsrsrsrs

Depois da gloriosa apresentação, ele ficou feliz, emocionado, impactado e todos nós. Acabou a noite fazendo uma música nova enquanto conversava comigo e o André na Praça Cazuza... O cara é D+!!!


video

Um comentário:

João Luíz disse...

Saca pai e mãe, minha cara Lulix? É o que de certa maneira estamos sendo e é muito bom. A colocação do limite ontem em uníssono, quando nos negamos a dar 2 reais foi perfeita. Ele precisa aprender limites conosco, pois não aprendeu como deveria. O Zé Carlos receberá nosso afeto e ajuda, mas, também, limites. A nossa intuição sagrada saberá nos guiar e abrir os caminhos dele. Axé!!! João Luiz do Corujão da Poesia.