terça-feira, 16 de setembro de 2008

A Cavalaria de Jorge e luliX de Maria


Louvação a Jorge e a João: dois guerreiros do Corujão.


Salve Jorge! Uma honra conhecê-lo ao vivo e a cores. Ter vc como um dos caros e queridos padrinhos de um movimento tão importante e revolucionário como o Corujão da Poesia e da Música é um benção. Vc personifica a alma carioca e mais ainda, brasileira. O seu compromisso com a vida e a nossa comunidade brasileira, com a alegria, a música, os encontros, a arte, a educação, se traduz em gestos. Comprometimento com algo que vai além de nós mesmos, que pertence a humanidade, a evolução da vida. Isso é eternidade. Isso é humanidade, consciência de grupo, rede de contatos, as tramas e os dramas: o paradoxo, a vida.

Jorge Ben Jor, bravo guerreiro brasileiro, com armas sonoras que vibram, ecoam dentro de nós, provocando a vontade de dançar e cantar, celebrar e compartilhar.

Um homem profundo e interessante que continua buscando o conhecimento espiritual. Dos alquimistas ao mergulho nos estudos de São Tomas de Aquino, dividindo as suas descobertas, aprendizados, naquele instante mágico, para sua cavalaria e filhos de Maria. E atenção, ele avisa através de Aquino: somente nós seres humanos somos capazes de estabelecermos contato com os seres angelicais. Demais!!!!

Esse mutirão artístico-afetivo-político-biopsicosocial, espiritual, etc e tal... idealizado e coordenado pelo adorável Mestre João Luiz, tem possibilitado a emergência de novos talentos, encontros artísticos, socio-educativos, lúdicos, afetivos, sexuais. "A gente não quer só comida, a gente quer comida diversão e arte."Isso é um luxo nos tempos das grades e dos condomínios.

Viva o João, o Corujão, as bibliotecas, os encontros que acontecem em torno da poesia e da música.
Que pessoa incrível, o João, que é capaz de criar e manter um evento dessa importância na madrugada do Rio de Janeiro por praticamente 3 anos. Impressionante! E cada dia fica melhor! Alavanca a carreira de vários artistas e pessoas. São encontros espontâneos e transformadores. Ninguém passa por alí impunemente ou fica indiferente, e quem fica "é ruim da cabeça ou é doente do pé.". Esse homem tem a capacidade de reunir pessoas das mais variadas camadas sociais, idades, credos. João é capaz de juntar, unir, agregar, ver, incluir, incentivar, educar, afetar, multiplicar talentos. Com esse trabalho ele modifica definitivamente o modelo de educação e socialização. A nossa saída e salvação é a educação através da arte.
Viva o João e o pessoal do Corujão!
Salve Jorge!
Amem e criem para o nosso bem!
Amém!



2 comentários:

evandro disse...

Mestre Jorge
Mostra Jorge
O que há de bom
o que há de ben
o que há de melhor
jorge benjor
bjs
evandro

andrea10 disse...

Salve Jorge!
Salve Corujão!
Salve Lulix!
bitoca procê