terça-feira, 2 de setembro de 2008




Foi tudo muito rápido
de Luciana Dau @ 2007


Foi tudo muito rápido!!!

Não deu tempo para nada! Se eu tivesse tido tempo, faria diferença? Será que eu não estava acordada de fato? Dormia confortavelmente na idéia de eternidade. Tolinha, pensei comigo. Agora é tarde. Não dá mais para dormir no ponto. Fiquei parada, paralisada, chocada com o que aconteceu. Uma mudança brusca! A presença não se faz mais presente. Passou...e o que ficou disso tudo. Lembranças, Recordações...

Foi tudo muito rápido!!!

Será que seria diferente se eu estivesse consciente do fato, da fatalidade, do inexorável, da finitude de tudo? Como dói o triste adeus!

E o livro se fez depois do verbo.

Acordei um pouco melancólica, sonhei com a minha babá, senti saudades, uma enorme dor no peito. Rezei para ela e para mim. Apesar de tanto tempo distante, como sua presença se fez carne. Compensação de Deus, da Vida!? Ele dá e tira. Mas está lá, dentro de mim, nas minhas imagens mentais, nas minhas sensações corporais. Pode ser um presente.
Modo contínuo de ser... Lidar com o impermanente. A instabilidade constante. Esse é o princípio de tudo.

Saudades de todos vocês, são muitas pessoas queridas e amadas. Preencho o vazio com as minhas memórias. Construir histórias e ter lembranças. Sonhar, escrever, descrever os fatos, dialogar com vários interlocutores que podem gostar, se identificar ou mesmo achar ruim. E daí?

Sempre tem alguém para admirar.

2 comentários:

Dumas disse...

De onde vem esse Pandaglia? Nome com cara de risada, de gargalhada.
Gosto das amendoeiras de baixo pra cima, descortinando nuvens que descontinam o céu , o sol , a extratosfera. Gosto de você com essa plenitude fractal. Na folha , nas unhas, no meio fio.
Gosto de você , ponto final.

luliX pandaglia disse...

I love U